Debater Lisboa
Peditorio de Nossa Senhora da Atalaia, com Menino Jesus negro
Peditorio de Nossa Senhora da Atalaia, com Menino Jesus negro
Debate Temático “Demografia e Migrações em Lisboa - que fazer?”
Resgatar a memória e valorizar o futuro
última sessão e conclusão
24-06-2015

Um programa de intercâmbio entre estudantes da CPLP, semelhante ao Erasmus e que poderia intitular-se Pessoa, a criação de uma plataforma de entidades e personalidades da sociedade civil para preparar Portugal para o acolhimento dos refugiados no âmbito da agenda europeia para as migrações e o reconhecimento de que os imigrantes são um recurso importante para o país, em termos demográficos, económicos e culturais, foram alguma das ideias surgidas durante a última sessão do Debate Temático “Demografia e Migrações em Lisboa”, que decorreu ontem na Assembleia Municipal, com o tema “Que fazer?”.

Helena Roseta lembrou o passado da escravatura africana em Lisboa, ao longo de mais de 400 anos, denunciando o que chamou de “apagão” sobre estas páginas da história, tendo incitado os presentes ao resgate de memórias e figuras de que pouco se fala mas que foram decisivas na cultura popular da cidade.

A sessão teve como convidados as investigadoras Carmen Maciel e Marluci Menezes, o responsável pelo Serviço Jesuíta aos Refugidos, André Jorge, o Alto Comissário para as Migrações, Pedro Calado e o Vereador João Afonso, tendo ainda participado no debate a presidente do Conselho Português para os Refugiados, Teresa Mendes.

Veja em baixo a apresentação de Helena Roseta

Documentos
Documento em formato application/pdf A presença africana na memória de Lisboa - Helena Roseta4167 Kb
Este sítio é plural em matéria de acordo ortográfico